Mediador julgado por vender seguro duas vezes

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Um mediador de seguros de Miranda do Corvo começou ontem a ser julgado por um crime de burla. O homem está acusado pelo Ministério Público de ter adulterado um certificado de seguro de um veículo e um pedido de matrícula de um outro para os vender ao proprietário de um trator.

O crime ocorreu entre 2013 e 2015 quando o proprietário do trator recorreu aos serviços da agência na qual trabalhava o arguido para matricular e legalizar o veículo.

“Ele preencheu os papéis para enviar o pedido de matrícula e eu fiquei a aguardar, mas nunca mais vinha e ele foi dando desculpas”, disse ontem o ofendido ao coletivo de juízes, contando que pagou mais de 350 euros pelos serviços.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.