União de Freguesias de Coimbra salva banco de livros escolares

Fotografia de Carlos Jorge Monteiro

 

O Banco de Livros Escolares de Coimbra (BLEC), projeto que está sem morada desde outubro, vai instalar-se na sede da antiga Junta de Freguesia da Sé Nova, atual sede da União de Freguesias de Coimbra. A mudança ainda carece de confirmação que, tudo indica, será dada no início de janeiro, após a reunião do executivo, mas, a menos que surja algum impedimento de última hora, o BLEC vai contar com duas salas para exercer as suas atividades, no piso 1 da União de Freguesias.
Há cerca de duas semanas, os voluntários do BLEC foram convidados a deslocar-se às instalações da união, onde se reuniram com João Francisco Campos. Ali, o presidente de junta manifestou a sua disponibilidade em acolher o projeto.
“Não podíamos ficar indiferentes a esta situação. Estava em causa a continuidade deste projeto que apoia muita gente e é muito relevante na comunidade”, explicou, ontem, João Francisco Campos. Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, o autarca ressalvou, contudo, que a mudança “ainda está dependente da reunião do executivo” e da assinatura de um contrato de protocolo.
A Câmara Municipal de Coimbra e a própria Associação Nacional de Municípios estariam à procura de uma solução para o problema mas, até ao dia de ontem, ainda não tinham entrado em contacto com os responsáveis do BLEC.
“À partida seria a câmara a arranjar solução mas até agora não nos disseram nada. Este contacto com a União de Freguesias de Coimbra foi uma excelente notícia. Agora, estamos à espera que a mudança se formalize”, afirma Mariana Santos, uma das voluntárias do banco.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.