Opinião – Andam por aí uns maduros!

Posted by

Luís Santarino

 

EMEL (EMPRESA MUNICIPAL DE MOBILIDADE E ESTACIONAMENTOS DE LISBOA) – Tem equipas rápidas para multar os automobilistas que estacionarem em 2.ª. fila.
EMEL – 1.º. Problema – Falta de estacionamento em Lisboa.
– 2.º. Problema – Maus transportes públicos.
Solução não ataca nenhum dos problemas, mas os automobilistas. Certo… sempre certo!
Resultado – Parece um relógio Suíço. Não adianta nem atrasa!
REINO UNIDO – Depois do disparate da vitória do “Brexit”, aí está o argumento estapafúrdio. Tal como se esperava. “A culpa dos britânicos terem votado, foi da Rússia”! Não havendo mais nenhum argumento, é obra…e feita!
REINO UNIDO – O Ministro dos Negócios Estrangeiros britânico é patético; “arranjou o problema. Agora resolva-o! Ou ainda vai sobrar para a UE?
GRANDES SUPERFÍCIES – Há uma tendência para a fundação…de “Fundações”! É a falsa estratégia para enunciar e publicitar a responsabilidade social das empresas.
GRANDES SUPERFÍCIES – O que deverão fazer, e bem, é pagar condignamente aos seus colaboradores para que possam viver mais desafogadamente. São eles a sua grande força de trabalho…e de lucro!
GRANDES SUPERFÍCIES – O ordenado mínimo não poderá ser o argumento para que não paguem melhor. É que mínimo é mesmo isso; mínimo. Mas para quem ganha o máximo, qual a razão de pagar o mínimo?
PARTIDOS POLÍTICOS – O seu financiamento globalizado não é grave. Grave foi fazê-lo às escondidas, como se os senhores Deputados fossem um bando de malfeitores.
PARTIDOS POLÍTICOS – Se o financiamento servir para abolir as quotas dos militantes, concordo em absoluto. Será a democracia elevada a um patamar mais elevado. O voto livre…externa e internamente!
PARTIDOS POLÍTICOS – É necessário “expulsar” a sovietização da democracia. Ou mesmo a união nacional democrática. São estratégias caducas, manipuladoras das consciências!
NICOLAS MADURO – Um tipo que ouve um passarinho a mando de Chavez, que já estava a fazer companhia aos anjinhos, é no mínimo patético. Está sempre a manipular os cidadãos. Por cá também há disso. A nossa sorte é que não são presidentes de nações!
AAC.OAF – Vencer nas Caldas da Rainha é um passo do tamanho do mundo para atingir a final da Taça de Portugal.
AAC.OAF – Infelizmente não poderei estar presente. Estarei no “lado” oposto do País. Mas quero fazer a festa mais longe.
AAC.OAF – Merece subir de divisão, merece vencer a Taça de Portugal, merece tudo. Tudo mesmo. Porque ainda há por aí uns “maduros” que acham que o futebol, o desporto e a sua prática, não são importantes para a vida dos jovens, das famílias e das cidades.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.