Incêndios duplicam orçamento da Pampilhosa da Serra

Posted by

O orçamento do município da Pampilhosa da Serra para 2018 aumenta 10 milhões de euros em relação a 2017. Para o ano, vão estar disponíveis 18 milhões de euros, grande parte dos quais será investida na recuperação dos danos causados pelos incêndios deste ano.
A revelação foi feita pelo presidente da câmara, José Brito, que salientou que o orçamento engloba projetos diversos na área da reconstrução de habitações, infraestruturas e equipamentos públicos afetados pelos fogos.

Apoio para a reconstrução de casas
“Esta diferença de valores é enorme por esta razão”, disse à Lusa, indicando que algumas obras relacionadas com os prejuízos provocados pelos incêndios de junho “já foram postas a concurso” e que os restantes processos “estão a ser encaminhados”.
O autarca do PSD frisou que das mais de 600 casas deste município atingidas pelos fogos deste ano, a maior parte delas em outubro, cerca de 250 são de primeira habitação.Há “muitas outras” que não “são bem de segunda habitação”, mas sim de famílias naturais da Pampilhosa da Serra que vivem fora, maioritariamente na zona de Lisboa, e “regressam frequentemente” ao concelho ao longo do ano.
“Se estas pessoas não tiverem casa, deixam de vir ao concelho”, explicou, ao preconizar que será necessário o Estado, em articulação com a autarquia, desbloquear “ajudas também nestes casos”, a fim de minimizar impactos negativos, tantos sociais como económicos. José Brito disse que tem vindo “a sensibilizar o Governo” e o próprio primeiro-ministro, António Costa, para o problema.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.