Força da Plural “é a estratégia associativa”

Posted by

FOTO DR

A Plural existe há 43 anos. Qual é a força que a sustenta?

A principal força da Plural é a mesma que nas últimas décadas tem sido o garante do setor das Farmácias em Portugal: a capacidade dos farmacêuticos e proprietários de farmácia se unirem e terem uma estratégia associativa comum. O setor cooperativo da distribuição farmacêutica nasceu para resolver problemas e dificuldades comuns aos proprietários de farmácia. E a Plural, em concreto, que congregou em determinado momento três das sete cooperativas existentes, é um bom exemplo resultante dessa força. Conseguiu que a união dos seus cooperadores, alguns comuns às três cooperativas que lhe deram origem, lhe transmitissem que os motivos e princípios pelos quais os seus fundadores as criaram há décadas atrás, se mantinham intocáveis. Contudo, temos que continuar a investir, a diferenciar-nos nos serviços que propomos e prestamos aos nossos cooperadores. A nossa proposta de valor tem que ser melhor que a dos nossos concorrentes. Somos Plural! Somos plural na nossa origem (três cooperativas), somos plural na pluralidade de ideias dos cooperadores, somos plural na pluralidade de serviços que oferecemos.

Quais diria que foram os principais marcos da Plural nestas quatro décadas?

Fomos das primeiras empresas a incluir farmacêuticos nos seus quadros, eu próprio iniciei a minha atividade profissional no setor cooperativo de distribuição farmacêutica em 1992, tendo a empresa na altura, além do diretor técnico, já farmacêuticos na relação diária com os cooperadores, em áreas comerciais e técnicas. Os órgãos sociais estiveram sempre na linha da frente em todas os momentos importantes do setor das farmácias, em colaboração com as outras associações e instituições da classe.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.