Aluno vítima de bullying terá escola “em breve”

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Os pais do menino de 13 anos, vítima de bullying e que está sem escola desde outubro, promoveram ontem uma manifestação silenciosa em frente à Direção-Geral dos Estabelecimentos escolares (DGEstE) do Centro, em Coimbra.

Durante o protesto – que reuniu algumas dezenas de pessoas –, os pais da criança estiveram reunidos com a diretora da DGEstE. Desse encontro saiu a promessa de que o aluno estará, em breve, a frequentar uma escola.

Entre uma variedade de estabelecimentos escolares de Coimbra, caberá aos pais optar por um. “Ainda não tomamos essa decisão.

Estamos já numa fase de avaliação, tendo por base aquela que viermos a considerar a que melhor se adequará às características e interesses da criança e que nos inspire confiança, não só pelos recursos pedagógicos que colocará à sua disposição, como pelo interesse e carinho em o receber”, referem os encarregados de educação.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.