Tomou ontem posse como diretor da Faculdade de Medicina de Coimbra Duarte Nuno Vieira

Duarte Nuno Vieira tomou ontem posse para mais um mandato como diretor da Faculdade de Medicina de Coimbra. Na cerimónia pediu que o Estado “compreenda a natureza das universidades e lhes dê liberdade de ação”.
“Os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão”, disse ontem Duarte Nuno Vieira, citando Eça de Queiróz. Apesar de concordar com o escritor, o catedrático quis, desta forma, chamar a atenção para os mandatos “demasiado curtos”, uma questão que deve ser “repensada”. Recorde-se que, de acordo com os Estatutos da FMUC, o mandato do diretor de faculdade é de dois anos, podendo ser reeleito por mais três mandatos sucessivos.
Sobre esta questão, o reitor João Gabriel Silva reconheceu que o mandato de diretor é “curto, mas tem mostrado ser operacional”. “Tem conseguido progredir em todas as suas vertentes, mas numa futura revisão estatutária, essa questão poderá ser tida em conta”, adiantou.
O reitor lembrou que a FMUC tem “um papel absolutamente central na universidade”.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 9 de novembro de 2017

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.