Regadio do Baixo Mondego avança no Pranto com 25 milhões de euros

Posted by

Exigência antiga dos agricultores do Baixo Mondego, a continuação do projeto de aproveitamento hidroagrícola está agora mais próximo, com o avanço da intervenção projetada para o Vale do Pranto, a beneficiar nomeadamente os concelhos de Soure e da Figueira da Foz, com uma verba aprovada a rondar os 25 milhões de euros.
Este sábado, dia em que o executivo liderado por António Costa assinalou dois anos de legislatura com os diversos ministros a deslocaram-se pelo país, Capoulas Santos esteve em Soure a anunciar o Programa Nacional de Regadios, com o relançamento do projeto há muito adiado no Baixo Mondego.

Concursos lançados
no decorrer de 2018
Numa sessão que contou com a presença de algumas centenas de agricultores da região, mas também com diversos autarcas – para além do anfitrião Mário Jorge Nunes, presidente da Câmara de Soure, estiveram ainda João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz, e Emílio Torrão, presidente da Câmara de Montemor-o-Velho –, bem como os deputados do PS João Gouveia e Pedro Coimbra e António Ferreira Lima, presidente da Associação de Beneficiários do Baixo Mondego, destaque para o reconhecimento geral da “necessidade absoluta” da intervenção agora anunciada, que demora há pelo menos três décadas relativamente ao projeto geral do regadio do Baixo Mondego.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.