Homem barricado em Vila Nova de Poiares detido pelas autoridades

Fotografia de Luís Carregã

 

O homem que esteve barricado, desde a tarde desta quinta-feira, num supermercado em Vila Nova de Poiares, foi detido ontem à tarde pela GNR.
De acordo com Henrique Armindo, tenente-coronel do destacamento da GNR de Coimbra, o homem, com cerca de 50 anos, foi detido “sem qualquer ferimento, tendo sido encaminhado para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra para observação psiquiátrica”.
Durante a operação da GNR, foi “usada a força” e “armas não letais”, de modo a garantir a segurança do suspeito e dos próprios militares envolvidos.
“Ele tinha uma caçadeira e uma pistola, que não usou. A GNR fez de tudo para que não houvesse quaisquer ferimentos”, adiantou o tenente-coronel, em declarações aos jornalistas.
Homem já tinha
processo no tribunal
Recorde-se que o homem estava barricado desde a tarde de quinta-feira, depois de ter entrado no supermercado Rui&Dinora armado e aos tiros, gerando pânico entre as pessoas que se encontravam no espaço. Apesar das tentativas da GNR de negociar uma saída pacífica, o homem passou a noite e a manhã desta sexta-feira dentro da loja.
A meio da manhã de ontem, o cerco policial mantinha-se junto ao supermercado, com circulação de trânsito interrompida, num perímetro que deixava para lá das fitas de segurança funcionários da superfície comercial, habitantes e jornalistas.
A cada movimento dos operacionais, despertavam as atenções de quem por ali estava, concentrados nos desenvolvimentos, centrados no homem, que continuava no 1.º andar da estrutura, numa zona dedicada a serviços administrativos.
GNR, Corpo de Intervenção e outros elementos de segurança mantiveram-se no local, enquanto prosseguiam as negociações com o barricado.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.