Bióloga defende que reflorestação não pode ignorar invasoras