Todos juntos conseguiram derrotar o “monstro” que parecia invencível

Posted by

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

“Este não é o discurso que eu queria fazer”. José Júlio Norte não escondeu emoções, na cerimónia de tomada de posse para novo mandato. A ocasião era festiva mas as “memórias dos passados fins-de-semanas estão ainda muito vivas”, afirmou o edil reeleito.

Nas palavras do autarca, o fogo “destruiu uma grande parte da nossa floresta, muitas habitações, imóveis, etc. Reduziu, literalmente, a cinzas empresas e negócios, chacinou animais… Mas não conseguiu consumir o espírito de união e a garra de todos os mortaguenses”.

O lamento de José Júlio Norte é acompanhado de um “abraço solidário para todos os familiares enlutados”, em toda a região. Um abraço extensível aos bombeiros – “que no terreno tiveram o efeito multiplicador” – e também aos populares, às juntas de freguesias, equipas de vigilantes do Município, associações e GNR.

O presidente reeleito lembrou que, do drama, “surgiu uma enorme onda de solidariedade e reforçaram-se os laços de amizade, não só de um concelho, mas de toda uma região”. Por isso, garantiu: “Todos juntos conseguiram derrotar o “monstro” que parecia invencível”.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS de 24 de Outubro

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.