Câmara da Lousã fixa consumo de água pela média do último ano

As famílias das zonas do concelho da Lousã atingidas pelos incêndios deverão pagar a água da rede pública consumida de acordo com a média do último ano, anunciou ontem a Câmara Municipal.
“Nas áreas afetadas pelo incêndio que teve lugar, nos dias 15 e 16 de outubro, e como forma de não prejudicar os consumidores pelo eventual consumo excessivo efetuado na defesa de pessoas e bens, a Câmara Municipal irá fazer refletir na fatura a média dos últimos 12 meses”, afirma a autarquia em comunicado.
Para esclarecimento de eventuais dúvidas, o gabinete do presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes, sugere aos munícipes o contacto através do telefone 239 990 370, no horário de expediente.
O incêndio que deflagrou nos arredores da vila da Lousã, junto à povoação de Vilarinho, na manhã do dia 15, afetou sete casas de primeira habitação, sobretudo na freguesia de Serpins, confirmou ontem uma fonte do gabinete.
“Duas ou três” dessas casas foram destruídas na totalidade, disse a fonte, indicando que 12 pessoas ficaram desalojadas em consequência do fogo, as quais, “provisoriamente, estão todas com solução”, estando o seu realojamento em vias de ser “resolvido em definitivo”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.