Universidade e Politécnico mantêm a tendência de descida das vagas sobrantes

Posted by

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Pelo terceiro ano consecutivo, o número de vagas sobrantes na Universidade e no Politécnico de Coimbra diminuiu. Ou seja, a partir do ano letivo 2015/2016, as duas instituições passaram de valores como 381 e 760 vagas para números muito mais simpáticos: 41 na Universidade e 279 no Politécnico. Em termos percentuais, a UC preencheu 99 por cento das vagas, enquanto o IPC conseguiu 83 por cento.
Em declarações à Agência Lusa, o ministro do Ensino Superior Manuel Heitor defendeu que os resultados “mostram uma evolução favorável na trajetória de qualificar a população portuguesa”.
Apesar do balanço “muito positivo”, o governante entende que “o ensino superior tem que crescer”. “Portugal ainda só tem quatro em cada dez jovens de 20 anos no ensino superior, é uma média ainda baixa face às regiões mais desenvolvidas da Europa”, afirmou. Manuel Heitor realçou o aumento da mobilidade dos estudantes para “zonas de menor densidade populacional” e o “maior interesse” dos jovens pelos cursos dos institutos politécnicos.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.