PJ deteve homem suspeito de atear fogos florestais em Miranda do Corvo

Foto de Luís Carregã

Um homem de 58 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita da prática de dois crimes de incêndio florestal no concelho de Miranda do Corvo, Coimbra, no último domingo, anunciou ontem a PJ.

Segundo um comunicado da Diretoria do Centro, o detido é suspeito de ter ateado um fogo em Godinhela, pelas 02H00, e outro em Albarrol, cerca das 13H00, que destruíram uma área de mato, pinheiros e eucaliptos de 4.000 e 100 mil metros quadrados, respetivamente.

“O primeiro incêndio ocorreu na noite de sábado para domingo quando o detido se deslocava do local onde estivera a ingerir bebidas alcoólicas para a sua residência”, explica a nota.

O segundo fogo lavrou com intensidade e chegou a ter quatro frentes ativas, tendo sido combatido por 267 operacionais apoiados por 70 veículos e 11 meios aéreos, segundo a Proteção Civil.

(Texto completo na edição impressa)

One Comment

  1. Continuamos e ter……………………….. "festa", desejo pena maxima para que prevarica………….. os bens…………
    Leis da treta…………….. ( não penalizam exemplarmente)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.