Luís Providência deverá ser o novo presidente da AFC

Posted by

Luís Providência

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deliberou excluir os dois primeiros candidatos do processo eleitoral em curso, na AFC – Associação de Futebol de Coimbra. Desta forma, nem José Maria Ferreira Nunes vai poder disputar a liderança nem Horácio Antunes vai poder voltar a candidatar-se ao cargo que ocupa desde 1997.

No caso de Horácio Antunes, o tribunal valorou os Estatutos da AFC, que limitam a três os mandatos do presidente. A deliberação foi polémica, já que o resultado foi de 2-2, tendo dois árbitros votado vencidos, o que exigiu voto de qualidade do presidente.

A deliberação impõe, entretanto, um prazo de 48 horas à lista que Horácio encabeçou para corrigir irregularidades – ou seja, para o excluir, substituindo-o por outro, e para arranjar licenciados em Direito para os lugares de três membros indicados para o Conselho de Justiça, que o não são (Manuel Duarte dos Santos, António Almeida e João Caridade Simões).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.