Mau cheiro de estação de tratamento obriga a obras

Posted by

FOTO DR

Mau cheiro intenso na cidade e, principalmente, em núcleos habitacionais próximos da Estação de Tratamento de Águas Residuais de Oliveira do Hospital (ETAR), são motivo de desconforto e protesto por parte das populações, a que a autarquia dá voz.

Atribuindo a responsabilidade da situação à empresa Águas do Vale do Tejo, a Câmara Municipal “lamenta profundamente” a situação, que “resulta do facto daquela infraestrutura, que foi construída em 2008 – de forma subdimensionada pela empresa Águas do Zêzere e Côa – se encontrar sem capacidade para fazer eficazmente o tratamento satisfatório das águas residuais”.

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital “lamenta os incómodos que estão a ser causados aos munícipes e, conjuntamente com a empresa responsável pela ETAR, tem estado a monitorizar regularmente o funcionamento daquela infraestrutura, com vista a minimizar os problemas”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.