Três mil jovens à espera de ver em Fátima um papa também ele “muito jovem”

Posted by

Foto – Luís Carregã

Cerca de três mil jovens, integrados no movimento “Eu Acredito”, marcam presença no Santuário de Fátima, para ver um papa “muito jovem” que reaproximou os mais novos da Igreja.

Uma mancha azul das camisolas do movimento de jovens “Eu Acredito” sobressai na zona do recinto do Santuário próxima do altar, onde a espera pela chegada de Francisco se faz com cânticos e canções acompanhadas de guitarras, num ambiente festivo de jovens que veem em Jorge Bergoglio um papa próximo da juventude.

“Foi um papa reaproximou especialmente os jovens [da igreja], pela simplicidade, mas também pela acuidade na mensagem. Diz de uma forma simples aquilo que nós precisamos de ouvir e que é certo de se dizer. Aproximou-nos tanto que estamos aqui num mar de gente”, disse à agência Lusa Manuel Cardoso, de 27 anos.

Se no caminho para Fátima se cantou de tudo, no Santuário serão “só canções religiosas” – o que não quer dizer “que sejam cânticos sem vivacidade associada aos jovens”, sublinha.

Os sacos-cama e as mochilas de campismo mostram que a maioria pretende ficar a noite toda pela recinto, “a cantar, a rezar e a meditar”.

O movimento é composto por jovens de outros movimentos, de grupos paroquiais e de serviços diocesanos, contando ainda com a participação de sacerdotes.

O padre Carlos Carneiro, um dos membros da organização, explica que o movimento surgiu com a vinda do papa Bento XVI em 2010 e agora voltam-se a juntar para receber Francisco no Santuário.

“É uma mancha azul para abraçar o papa”, sublinha o padre portuense, que explica que estão inseridos no movimento sobretudo jovens de Lisboa, do Porto e de Coimbra.

Os jovens chegaram hoje e todos eles fizeram uma caminhada a pé.

Para Margarida e Carlota, que vieram de Lisboa, o papa Francisco “é um papa diferente dos outros”.

“É um papa que está a quebrar algumas coisas que precisavam de ser quebradas, para que tudo o que a Igreja diz e defende se possa adaptar à nossa sociedade”, vinca Margarida, que tem encontrado “imensas pessoas que admiram o papa, sendo católicas ou não”.

Também Matias, de guitarra na mão, vê um papa mais adaptado ao tempo atual e que tem levado os jovens “a ter mais interesse pela Igreja”.

“Acho que os jovens, com este papa, podem chegar muito longe, porque o papa é muito jovem e, como ele mesmo diz, todas as pessoas que estão perto dos jovens são jovens também”, conta o peregrino que veio de Madrid para “espalhar a alegria” a partir de canções.

O papa vai estar hoje e sábado em Fátima para celebrar o centenário das “aparições” de 13 de maio de 1917 e para canonizar os beatos Francisco e Jacinta Marto.

Francisco, que partiu de Roma às 13:12, é recebido na Base Aérea de Monte Real cerca das 16:20, onde será recebido pelo Presidente da República, primeiro-ministro e presidente da Assembleia da República, além do Núncio Apostólico, do presidente da Conferência Episcopal Portuguesa e do bispo de Leiria-Fátima.

Jorge Mario Bergoglio é o quarto papa a visitar Fátima. Os anteriores papas que estiveram no maior templo mariano do país foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.