Manuel Antunes operou 14 crianças refugiadas sírias

FOTO DR

Acabado de chegar a Portugal, o cirurgião Manuel Antunes não esconde a emoção ao falar da mais recente missão cirúrgica humanitária, em Amã, na Jordânia.

De 20 a 28 de maio, operou, em conjunto com uma equipa de oito pessoas do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), 14 crianças, com idades entre os dois meses e os 17 anos, todas refugiadas sírias.

Aseel, de 75 dias, a mais nova a ser intervencionada, foi um risco que Manuel Antunes se viu “obrigado a assumir”. “Ela estava em risco de vida e não iria sobreviver até à próxima missão”. conta.

“Tive alguma hesitação, mas assumi a responsabilidade e a cirurgia foi bem sucedida, entregámo-la à mãe a mamar”, diz com a voz embargada, de quem veio de “coração cheio”.

Versão completa na edição impressa

4 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.