Antigas minas de urânio do concelho de Tábua vão ser recuperadas

Posted by

A requalificação ambiental das antigas minas de urânio do Mondego Sul, no município de Tábua, distrito de Coimbra, vai custar cerca de 5,4 milhões de euros, de acordo com o projeto ontem apresentado.

A intervenção na antiga exploração mineira que laborou durante quatro anos, entre 1987 e 1991, deverá começar este ano e tem um prazo de execução de 11 meses.

O secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, que presidiu à sessão de ontem, realizada pela Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), lembrou que a requalificação ambiental daquela zona “é uma ambição antiga” quer do município de Tábua, quer das autarquias da região.

“Desta vez, isto é mesmo de vez. Deixa de ser uma promessa e uma ambição, agora é contar o tempo para que efetivamente seja uma realidade”, afirmou o secretário de Estado.

O governante acrescentou esperar que a obra possa estar em curso “o mais breve possível” e concluída em 2018.

O modelo de intervenção, que se estende por uma área de 21,5 hectares, inclui o confinamento e selagem de cerca de 580 mil metros cúbicos (m3) de resíduos mineiros, o controlo e monotorização hidroquímica permanente das águas superficiais e profundas e a recuperação paisagística da área mineira, localizada junto à antiga foz da Ribeira de São Simão e atualmente integrada no regolfo da albufeira da Aguieira.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.