Região de Aveiro avança com projetos e obras para defesa do Baixo Vouga Lagunar

Posted by

 

O Conselho Intermunicipal da Região de Aveiro adjudicou a elaboração do projeto do “Sistema Primário de Defesa do Baixo Vouga Lagunar” e apresentou a candidatura da obra a fundos comunitários, anunciou hoje a Comunidade Intermunicipal (CIRA).

Na sua reunião ordinária mensal, aquele órgão intermunicipal deliberou adjudicar a prestação de serviços para a “Elaboração do à empresa COBA – Consultores de Engenharia e Ambiente, SA, pelo valor global de 670 mil euros, acrescido do IVA.

De acordo com uma nota de imprensa da CIRA, foi submetida a candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) do “Sistema Primário de Defesa do Baixo Vouga Lagunar”, obra com um valor de financiamento de 12,4 milhões de euros, que figurava no Pacto para o Desenvolvimento e a Coesão Territorial da Região de Aveiro.

“Ainda relativamente ao Baixo Vouga Lagunar, refira-se que a construção das “Infraestruturas hidráulicas do sistema de defesa contra cheias e marés do Rio Velho e Rio Novo do Príncipe” (pontes-açude) está em fase final de elaboração de projeto e teve a sua candidatura aprovada em dezembro último pelo POSEUR do Portugal 2020, perspetivando-se o lançamento do concurso público para a empreitada no final do presente mês de fevereiro”, refere a CIRA.

O Conselho Intermunicipal aprovou também o projeto e decidiu lançar o concurso de empreitada para o “Reperfilamento do Leito e Margens do Rio Antuã”, em Estarreja, no âmbito de uma reprogramação solicitada ao Fundo de Proteção dos Recursos Hídricos para a “Reparação de Rombos no Baixo Vouga Lagunar”.

Ainda no que respeita aos rombos nas margens do Vouga, prossegue a execução pela Agência Portuguesa do Ambiente, em cooperação com a Comunidade Intermunicipal e com os municípios envolvidos, dos projetos similares na zona de Eixo (Aveiro) e Albergaria-a-Velha.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.