Antigos trabalhadores da Alberto Gaspar podem vir a receber uma ninharia daquilo a que têm direito

Posted by

FOTO PEDRO AGOSTINHO CRUZ

A proposta do administrador judicial da unidade de transformação de madeira e fábrica de móveis Alberto Gaspar prevê que os antigos 86 operários recebem uma bagatela, em relação aos salários e indemnizações a que têm direito. O DIÁRIO AS BEIRAS teve acesso ao documento e as notícias não são boas.

As verbas disponíveis na proposta de distribuição e rateio final da massa insolvente da empresa rondam os 22 mil euros. Por sua vez, o montante reclamado pelos ex-trabalhadores ascende a várias centenas de milhares de euros.

A título de exemplo, um antigo operário tem a receber cerca de 45 mil euros, mas só deverá ter direito a 999 euros. Outro poderá receber apenas 988 euros dos 44,3 mil a que tem direito. Há ainda quem possa ficar com apenas 321 euros dos 14.434 que a empresa lhe devia.

Os restantes 83 também podem contar com valores proporcionalmente semelhantes. É certo que, entretanto, tiveram acesso ao fundo de garantia salarial, cerca de cinco mil euros, mas, na maioria dos casos, ficou muito abaixo daquilo a que têm direito.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Mas ainda há quem acredite em histórias da carochinha no dealbar da chegada à terceira idade?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.