Francisco Corte-Real pede “exigência” na Medicina Legal

Posted by

“Nobre na sua essência, a intervenção médico-legal constitui frequentemente o meio único de possibilitar ao cidadão, muitas vezes fragilizado e diminuído, a dignidade e o conforto possíveis face às adversidades impostas pelas circunstâncias. Constitui, por isso, um privilégio ímpar poder trabalhar em tão relevante área para a vida dos cidadãos”, afirma o novo presidente do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF), Francisco Corte-Real, na mensagem enviada aos colaboradores do instituto.
“Com profissionais dedicados e qualificados, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses saberá sempre honrar essa imensa responsabilidade que lhe foi concedida. Saberá sempre promover a qualidade do serviço público que presta. Saberá sempre ser imparcial e objetivo nos seus exames”, reitera o responsável, cuja nomeação para presidente do INMLCF foi aprovada na última reunião do Conselho de Ministros.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.