Faculdade de Farmácia tem mostrado argumentos

Posted by

O reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, elogiou ontem o trabalho que tem vindo a ser realizado pela Faculdade de Farmácia “na criação de conhecimento que permita singrar no mundo económico global”. Ao intervir na sessão comemorativa do dia da faculdade, o docente salientou a importância do trabalho desenvolvido pela instituição “na capacidade de geração empresarial”. “Um trabalho cada vez mais indispensável”, frisou.
João Gabriel Silva aproveitou a ocasião para recordar o resultado do encontro do dia anterior entre o ministro da Ciência e bolseiros ocorrido na Universidade de Coimbra. Nessa reunião, o reitor elogiou a medida imposta por decreto-lei de que “as pessoas que trabalham na investigação devem ter um contrato de trabalho e não uma bolsa, como temos abusado nos anos recentes”. O problema, como fez questão de salientar, é que as instituições de ensino superior vivem um momento de restrições orçamentais, o que pode levar a que “tenhamos de contratar menos pessoas”. É que esta mudança, “que faz todo o sentido”, representa um “aumento de encargos da ordem dos 70 por cento”. Perante este cenário, o docente revelou que restavam duas opções à universidade: “ou esperar que o Governo nos reforce os orçamentos, o que não me parece que aconteça, ou começar à procura de fontes de financiamento adicionais”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.