Coletividades de São Pedro querem fundir-se

Posted by

 

As três coletividades da freguesia de São Pedro estão a fazer a segunda tentativa de fusão, no espaço de 20 anos. Desta vez, no entanto, o presidente da junta, António Salgueiro, acredita que a união vai mesmo avançar. “Vamos tentar que agora as coisas corram bem. As mentalidades também já são outras. Há um enorme empenhamento por parte dos dirigentes das coletividades”, declarou o autarca ao Diário As Beiras.
“Foi sempre uma preocupação da junta unir as coletividades, e desde a primeira hora que temos trabalhado nesse sentido”, garantiu o presidente. No entanto, ressalvou, neste processo, “a junta apenas deu o pontapé de saída e assumiu-se como mediador”, remetendo o mérito para os dirigentes das coletividades. António Salgueiro prevê que o processo de união das associações possa ficar concluído até abril do próximo ano.
A fusão das três numa única coletividade, contudo, não vai levar ao encerramento de instalações. Pelo menos, numa primeira fase. “As estruturas físicas deverão ser mantidas, cada uma com as suas valências. Mais tarde, veremos como as coisas vão funcionar”, adiantou o autarca de São Pedro. A terceira reunião do grupo de trabalho que tem entre mãos o dossiê está a agendada para a primeira quinzena de janeiro.

 

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.