Misericórdia reinaugurou capela em dia do 516.º aniversário

Posted by

08-misericordia-coimbra-lc-1

José Vieira é o nome do novo provedor da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra, numa eleição realizada no passado sábado, dia em que a instituição celebrou os 516 anos de existência.

A Assembleia Geral reuniu para a eleição dos corpos sociais referente ao quadriénio de 2017-2020, registando-se a saída de Carlos Amado e de Armando Porto, este último professor jubilado da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra que liderou os destinos da Misericórdia nos últimos seis anos. José Vieira, que era vice-provedor, sobe ao cargo principal.

Armando Porto considerou que os seus dois mandatos ficam marcados por dois factos: a reabilitação da Capela da Misericórdia, que esteve fechada ao público durante todo o seu mandato, mas que reabriu anteontem, com celebração religiosa; após a empreitada realizada, com a ajuda de 50 mil euros doados por um benemérito.

Outro dos casos que marcou o período em que o professor jubilado exerceu o cargo, foi o diferendo que se arrasta desde 2010, com o Centro Distrital da Segurança Social, sobre quem paga as obras de manutenção do edifício do Centro de Apoio à Terceira Idade (CATI), que funciona em São Martinho do Bispo. Armando Porto desabafou que, à Misericórdia de Coimbra, só cabe a responsabilidade de fazer a gestão da instituição, e não as obras, porque o edifício pertence à Segurança Social. Mesmo assim, a instituição que dirige já investiu cerca de um milhão de euros no edifício, nos últimos seis anos, referiu o provedor no dia da sua saída do cargo.

 

Mais informações na edição impressa do dia 14 de novembro de 2016

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.