Decretada prisão preventiva para Pedro Dias que se manteve em silêncio no tribunal

Posted by

chegada-pedro-dias-paulo-novais

O suspeito do duplo homicídio de 11 de outubro passado, em Aguiar da Beira, ficou em prisão preventiva, anunciou ontem, às 20H30, a escrivã da instância local civil do Tribunal da Guarda, Isabel Mota.

A medida foi justificada pelo “elevado perigo de fuga, continuação da atividade criminosa, perturbação do inquérito” e “alarme social”. O homem, Pedro Dias, de 44 anos, está acusado da autoria material de dois crimes de homicídio qualificado, três de homicídio qualificado na forma tentada, três crimes de sequestro e um de roubo.

Antes, o suspeito tinha chegado ao tribunal da Guarda às 11H06, acompanhado de inspetores da Polícia Judiciária, para ser ouvido por um juiz em primeiro interrogatório judicial. O primeiro interrogatório judicial e a aplicação da prisão preventiva aconteceram 30 dias após os incidentes em Aguiar da Beira, que resultaram na morte de duas pessoas, uma delas militar da GNR, e três feridos.

 

One Comment

  1. Alguns indivíduos da zona de Arouca que trabalharam com a minha mãe, garantem que em relação ao Land Rover. O dono dele é amiguíssimo do Pedro Dias, e que ambos já chegaram a ter negócios juntos. Acho que deram a entender que foi o dono do Land Rover que o emprestou ao Pedro Dias, e se calhar o ajudou a fugir. Aliás, o dono só fez queixa ao fim de 2 dias e em Arouca muita gente sabe que eles eram amigos, só as forças de segurança é que não.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.