“Alguns restaurantes podem fechar durante a Feira das Freguesias” (com vídeo)

Posted by
FOTO DB/JOT'ALVES

FOTO DB/JOT’ALVES

Os eventos gastronómicos atingiram o seu principal objetivo, que era combater a sazonalidade e fazer da cidade um destino gastronómico?

É sempre difícil concretizarmos os objetivos que pretendemos, mas há objetivos que estão mais do que atingidos. Há uns anos, era extremamente difícil encontrar nos menus dos restaurantes da cidade um prato de peixe. Hoje, vejo, com grande satisfação, que o peixe predomina na maior parte dos menus.

Como é que se justificava que isso acontecesse numa cidade com mar?

É fácil: na restauração, como na vida, tudo é difícil. Por vezes, as pessoas encontram neste setor uma maneira fácil de atividade profissional. Se calhar, a maneira mais fácil de trabalhar não é com os peixes.

Quais são os pratos mais apreciados pelos figueirenses e visitantes?

Sardinha, raia de pitau, feijoada de búzios, tamboril… Enfim, temos uma infinidade.

A Figueira da Foz tem uma especialidade, ou a sua riqueza gastronómica está na diversidade?

Acho que tem as duas vertentes. A Figueira deve afirmar-se pela qualidade e inovação.

Se tivesse de escolher uma especialidade, qual seria?

A raia de pitau.

Quais foram os motivos que o levaram a ter uma relação tensa com a autarquia, quando presidia à associação?

Conheci esta terra com uma dinâmica de turismo forte e, hoje, entristece-me bastante… Por vezes, usava os meus meios, que era a comunicação social, para transmitir o nosso desagrado.

O verão foi bom?

O verão foi muito bom, correu muitíssimo bem, graças ao calor. Também encontro um outro motivo, que é o terrorismo no norte de África e em Nice.

A restauração local está bem e recomenda-se?

Já esteve muito melhor. Também esteve pior. Neste momento, está um bocadinho melhor. Este setor tem de ser apoiado, porque é extremamente difícil competirmos com os impostos que temos. Agora, com coisas paralelas a serem apoiadas… A Festa da Sardinha, a Feira das Freguesias… Ouvi, numa reunião da associação, alguns empresários a manifestaram-se [contra] e disseram que, se isto continuar, fecham os restaurantes durante a Feira das Freguesias.

Esta entrevista pode ser ouvida na íntegra na Foz do Mondego Rádio (99.1FM) e vista na Figueira TV.

One Comment

  1. josé santos says:

    Lágrimas de crocodilo…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.