Pena suspensa para homem que esfaqueou ex-padrasto

Posted by

tribunal de aveiro

O Tribunal de Aveiro condenou esta sexta-feira a três anos e oito meses de prisão suspensos um homem por ter esfaqueado o ex-companheiro da mãe durante uma discussão familiar ocorrida no dia a seguir ao Natal de 2015 no concelho da Mealhada.

O coletivo de juízes deu como provada a generalidade da acusação, condenando o arguido, de 47 anos, por um crime de homicídio na forma tentada.

No entanto, o tribunal decidiu suspender a pena com a condição de o arguido pagar ao ofendido uma indemnização de cinco mil euros, um valor aquém dos 20 mil euros que aquele reclamava.

Durante o julgamento, o suspeito alegou ter puxado da navalha para se defender do ex-companheiro da mãe, que tinha agarrado numa cadeira para lhe bater, uma versão que foi negada pela vítima.

Os factos ocorreram na noite de 26 de dezembro de 2015, numa residência em Barcouço, Mealhada, onde o arguido vivia com a mãe e um irmão.

O Ministério Público diz que o arguido “agiu com o propósito de matar o ofendido, só não tendo conseguido por não ter logrado atingir qualquer órgão vital e por este ter sido assistido por equipa de socorro prontamente.

O arguido chegou a estar em prisão preventiva e passou a apresentações periódicas e proibição de contactar com a vítima e testemunhas e de se ausentar do país.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.