Ex-estudante irlandês tentou gravar interrogatório

Posted by
FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Um cidadão irlandês de 36 anos, ex-aluno da Universidade de Coimbra, está acusado de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada, e de um crime de gravação ilícita.

Colin Gloster é o responsável pela tarde de sobressalto ocorrida na tarde de 4 de agosto de 2014 no Departamento de Física da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Nesse dia, o ex-estudante de doutoramento dirigiu-se ao Polo I da instituição com uma machada presa na cintura, mas dissimulada dentro da roupa. Depois de almoço, o arguido dirigiu-se ao Palácio dos Grilos para ser atendido por um funcionário.

Ali, foi informado de que teria uma dívida superior a cinco mil euros devido a propinas em atraso, bem como ficou a saber que a professora teria pedido renúncia à orientação da sua tese.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Este artista veio dar formação aos muitos tugas frustrados que ainda não se atreveram a começar a resolver os problemas à castanhada 🙂 É um verdadeiro guru 🙂

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.