Novos alunos estão a viver os dias de “todas as esperanças”

Luís Carregã

Luís Carregã

Estes são os dias de “todas as esperanças” para alguns milhares de jovens alunos recém chegados ao ensino superior em Coimbra. A iniciarem aquela que é, talvez, a mais importante e decisiva fase da sua vida académica e pessoal, aguardam-nos novas experiências, novos amigos e, em muitos casos, também uma nova cidade. De qualquer forma, os próximos tempos serão longe de casa e perto do “resto” das suas vidas.
Ontem, primeiro de cinco dias de acolhimento dos novos alunos da Universidade de Coimbra (UC), o átrio das Químicas transbordava de atividade, informação e a simpatia de quem se disponibiliza a receber os recém chegados, mas, sobretudo, de jovens e famílias entre a felicidade e o cuidado natural de quem testemunha um momento decisivo nas suas vidas.
Exatamente o que acontecia com Maria Luísa Esteves, a mãe “feliz” de Beatriz Esteves Seabra, com 19 anos, a chegar de Oliveira do Hospital para fazer Serviço Social na UC. “Já tenho uma filha formada em Gerontologia, em Bragança. A Beatriz esteve um ano a trabalhar e agora entrou para Coimbra, o que ainda me deixa mais feliz porque era onde eu queria que a minha filha mais velha tivesse estudado”, confessa ao DIÁRIO AS BEIRAS.

“Depois, que sejam felizes”
Exatamente o que Maria Luísa Esteves deseja também para o filho mais novo, com 16 anos, “porque a formação é muito importante. Mesmo que não tenham emprego na área que estudaram, têm sempre mais oportunidades do que quem não tem formação. É preciso é que eles também saibam aproveitar as oportunidades que têm”.
Mães e pais visivelmente felizes com este “início de percurso” dos seus filhos eram muitos, ontem, um pouco por todo o espaço da Alta universitária. Afinal, “este é um tempo de esperança” para todos. Para os jovens que agora dão início ao seu percurso académico, mas também para as famílias que, em muitos casos, têm de fazer grandes sacrifícios, mas fazem, para que os seus filhos frequentem o ensino superior.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.