Governo avança com fusão de maternidades e novo centro de saúde em Coimbra

Posted by
FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

O Governo vai avançar com o processo de fusão das duas maternidades de Coimbra e com a construção de novas instalações do Centro de Saúde na avenida Fernão de Magalhães, espaço que custará mais de quatro milhões de euros.

“É expectável que o Governo decida avançar com o processo de fusão das maternidades da cidade”, disse hoje o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado.

O autarca falava à agência Lusa depois de ter participado, na tarde de hoje, numa reunião preparatória do próximo Conselho de Ministros, que, dedicado à saúde, se vai realizar na quinta-feira em Coimbra, no centro cultural e de convenções Convento São Francisco.

A junção das maternidades, que tem estado parada, implica, designadamente, a construção de um edifício de raiz, referiu Manuel Machado, sublinhando que o respetivo processo está “condicionado à existência de condições para o seu bom funcionamento”.

Mas, recorda, faltam ainda projeto e financiamento.

É também “expectável e desejável que o Governo decida [durante o próximo Conselho de Ministros] suster um eventual fecho das urgências do CHC”, conhecido por Hospital dos Covões, disse Manuel Machado.

O XXI Governo reúne-se pela primeira vez em Coimbra, cidade onde também se realizaram reuniões do Conselho de Ministros quando os executivos foram presididos por António Guterres e por Pedro Santana Lopes.

O Conselho de Ministro em Coimbra é dedicado à saúde no dia em que se completam 37 anos sobre a criação do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.