Cabaz escolar (ainda) pesa demasiado no orçamento das famílias portuguesas

Regresso à escola DR

Com o ano letivo 2016/2017 prestes a começar – as aulas devem iniciar-se entre 9 e 15 de setembro –, é tempo das famílias fazerem contas a um “cabaz escolar” cada vez mais dispendioso.

Isto apesar de, este ano, o Ministério da Educação ter avançado com a medida de tornar gratuitos os manuais escolares para os alunos do 1.º ano, abrangendo cerca de 80 mil crianças que vão iniciar o primeiro ciclo do ensino básico.

Para todos os restantes, o investimento tem números esclarecedores, dos quais deixamos, a título de exemplo, quatro casos tipo relativos apenas aos manuais escolares: 106 euros para o 4.º ano, 230 euros para o 5.º ano, 360 euros para o 8.º ano e 330 euros para o 11.º ano. Fica a faltar, claro, todo o restante material necessário.

Dossiê DB – Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.