Extensão de Saúde de Serpins (Lousã) encerrou por falta de pessoal

Posted by

USF

O Bloco de Esquerda contestou hoje, quarta-feira, a falta de pessoal administrativo na Unidade de Saúde Familiar (USF) Trevim Sol, na Lousã, alegando que esta situação prejudica milhares de utentes, tendo conduzido ao encerramento da Extensão de Saúde de Serpins.

Em comunicado, o BE da Lousã, no distrito de Coimbra, afirma-se “solidário com os profissionais e utentes” daquela USF e exige à Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro e ao Ministério da Saúde “a urgente reposição do quadro de pessoal necessário” ao seu bom funcionamento.

Através de uma nota afixada nas instalações da USF Trevim Sol, na sede do concelho – coordenada pela médica Marília Pereira – que há vários anos também presta serviço extensão da freguesia de Serpins (agora encerrada), os utentes são informados de que a unidade se viu “obrigada a reduzir o horário de atendimento”, referem os bloquistas.

“De segunda a sexta-feira, a unidade funciona apenas das 08H00 às 13H00 e das 14H00 às 18H00, enquanto o polo de Serpins continuará encerrado”, afirmam, citando o aviso da USF e indicando que este horário e estas restrições vão manter-se “enquanto o setor administrativo não for reforçado”.

Os dois únicos assistentes técnicos administrativos atualmente ao serviço “são forçados a realizar jornadas de trabalho que em muito ultrapassam os limites do aceitável para prestadores de cuidados de saúde”, segundo a unidade.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.