Distrito de Coimbra com 80 atropelamentos nos primeiros seis meses do ano

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Nos primeiros seis meses do ano, registaram-se, no distrito de Coimbra, 80 atropelamentos, mais 24 face ao período homólogo de 2015, segundo dados divulgados ontem pela GNR.

Este acréscimo segue a tendência nacional: em todo o país ocorreram 1.700 atropelamentos, mais 178 relativamente ao ano passado.

Porto (202), Braga (182), Aveiro (142) e Viseu (110) são os distritos com maiores índices deste tipo de sinistralidade, adianta a GNR, que está a realizar uma campanha, nas redes sociais sobre atropelamentos, alertando para a necessidade de reduzir a velocidade junto às passadeiras.

E alerta para o facto de 24 pessoas terem morrido na sequência dos 1.700 atropelamentos ocorridos nos primeiros seis meses do ano. Em Coimbra não houve registo de vítimas mortais.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. E com o comportamento que vemos de muitos peões o número tende a aumentar. É que os peões julgam que podem fazer o que quiserem junto de uma passadeira. É frequente ver pessoas a entrarem numa passadeira sem verem se está alguma viatura a circular nessa passadeira; a entrarem numa passadeira perfeitamente distraídas, a falarem ao telemovel em perfeito espírito de "isto é tudo nosso só porque vamos entrar numa passadeira". As entidades que dizem apenas que os peões têm prioridade nas passadeiras devem preveni-los da forma correcta de como se deve utilizar a passadeira. A não ser assim, com este comportamento displicente de muitos peões, os números certamente vão aumentar.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.