Anselmo Ralph “faz” subir o tom na reunião de câmara da Figueira da Foz

Posted by

camara figueira da foz

A reunião de Câmara da Figueira da Foz, ontem, fez jus à sensação térmica que se sentia na rua.

A “temperatura” subiu quando Miguel Almeida, vereador do PSD, insistiu com João Ataíde, presidente da autarquia socialista, que devia exigir a requalificação ambiental da exploração da Cimpor no Cabo Mondego.

O líder do executivo acusou-o de estar a ser demagogo, justificando que não gosta de tratar de assuntos que merecem reserva na praça pública.

Por outro lado, Ataíde adiantou que a autarquia está a tratar do assunto tendo o diálogo como base, em detrimento do confronto, para atingir o objetivo de que o monumento natural possa ter usufruto público.

O presidente reiterou que a cimenteira está a tentar provar a titularidade da propriedade da área da antiga exploração de cal hidráulica, mas a câmara quer garantir que a faixa litoral passe para o domínio público.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    O Sôdôtôr Miguel Almeida deve ter visto uns filmes de artes marciais a mais e foi a transpirar testosterona para a reunião da Câmara e houve logo molho… O Sôdôtôr Miguel Almeida teve o seu "momento Trump" e agora que já foi notícia aqui no Charlie Hebdo, já viu o ego insuflado e já poderá ir afinar o canto do galo que aspira poleiro porque pulmões não lhe faltarão seguramente depois deste episódio de combate político… Enfim… Com exemplos destes, a Grande Figueira do outrora é cada vez mais igual à profundeza da Gândara por onde discípulos / seguidores do Sôdôtôr também têm atitudes muito elevadas…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.