Opinião – “Afinal existem!”

Posted by
Isabel Maranha Cardoso, economista

Isabel Maranha Cardoso, economista

Desde que me lembro de existir que por vezes alguém sugeria “irmos aos ou caçarmos gambuzinos”. Fomos interiorizando que se tratava de sapiência popular, de uma expressão que significava uma acção vazia, um não assunto ou mesmo uma impossibilidade.

Há uns anos atrás, eram as minhas filhas pequenas, apareceu o Tamagotchi, um brinquedo parecido com um pequeno relógio, que tinha que ser cuidado como se fosse real, dando-lhe carinho virtual, comida virtual, banho virtual, cuidados virtuais; senão, tocavam alarmes ou o “bicho” morria. Confesso que em minha casa, na altura, foi a loucura, com 3 animais virtuais a requerem todo o tipo de cuidados. Foi um alívio quando passou de moda!

Lembro isto pois o mundo, de repente, foi invadido por uma histeria colectiva, por um fenómeno de realidade virtual, a possibilidade de capturar criaturas virtuais, através de um jogo de realidade aumentada, o Pokémon Go.

Em Portugal a aplicação já foi descarregada por um milhão de portugueses, já levou a PSP a criar um manual de segurança para caçar estes estranhos seres e a seguradora Tranquilidade já lançou um seguro para os caçadores de criaturas virtuais para cobrir os riscos específicos enfrentados por estes jogadores.

Enfim, uma parafernália de coisas que afinal nos faz interrogar: mas que loucura é esta?! Já sei: são os gambuzinos que afinal existem! Estarão alguns no areal da praia?!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.