Festival das Artes 2016 fecha sob o signo da música

Posted by

CORDIS FA 2

A encerrar este domingo, com um concerto Cordis & Quarteto Arabesco com Edjam, o Festival das Artes, em Coimbra, apresentou nos últimos três dias outros quatro concertos e um workshop de escrita coordenado por Mário Cláudio.

Depois das orquestras de jovens de Portugal, Turquia e Canadá, com apresentações, respetivamente, na quinta, sexta e sábado, e ainda do regresso do escritor Mário Cláudio, sábado, na Casa da Escrita, desta vez com o workshop subordinado ao tema “Escrita: Profecia e Adivinhação”, o Festival das Artes 2016 chega este domingo ao fim sob o signo da música.

Depois de um novo passeio no Basófias com o Oirt Trio de Leonor Arnaut, a partir das 18H30 e com encontro marcado para o Parque Dr. Manuel Braqga, chega o concerto de encerramento: a partir das 21H30, “Guitarra Portuguesa na Vanguarda” acontece com o duo Cordis & Quarteto Arabesco com Edjam.

Em palco, os Cordis – Paulo Figueiredo (piano) e Bruno Costa (guitarra portuguesa) –, vão fazer-se acompanhar pelo Quarteto Arabesco – Denys Stetsenko (1.º violino), Raquel Cravino (2.º violino), Lúcio Studer (viola d’arco), Ana Raquel Pinheiro (violoncelo) – e por Edjam (saxofones e flauta transversal). Com uma promessa: a de apresentar a guitarra portuguesa a “respeitar a tradição mas levando-a por novos caminhos rumo a terras desconhecidas”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.