Expofacic inicia processo de internacionalização com empresas de Espanha e Alemanha

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

O que é que o público pode esperar desta 26.ª edição da Expofacic?

Pode esperar um vasto leque de experiências com a chancela de um certame de qualidade amplamente reconhecida e um apreciável conjunto de novidades que acreditamos que irão entusiasmar o público. No cartaz de espetáculos há algumas, como sempre, mas não só, pois também ao nível do programa de animação e no respeitante ao leque de serviços disponibilizados, os visitantes podem contar com mais um passo na evolução da Expofacic.

No ano passado foram assinaladas as bodas de prata do certame. Vamos assistir, este ano, a uma viragem no modo como conhecemos esta feira?

As Bodas de Prata foram sem dúvida um marco importante, foram 25 anos sempre a crescer na consolidação de um modelo que é hoje amplamente reconhecido. Trata-se de uma importante etapa que não podia deixar de ser devidamente assinalada, mas isso não quer dizer que corresponda a uma viragem naquilo que o certame tem para propor. Nada disso! A história da Expofacic é marcada por uma evolução constante, sem no entanto desvirtuar a sua identidade, é nessa base que perspetivamos a edição deste ano e as próximas, apostando sempre na inovação e no reforço dos fatores de atratividade.

Este ano, o certame não começa no dia no município ( 25 de julho), como era habitual. Porque é que a comissão organizadora decidiu adiar as datas do certame?

Não se trata propriamente de um adiamento, a inauguração é a uma quinta-feira, como habitualmente. O que acontece é que este ano o dia 25 de julho, data do feriado municipal, foi segunda-feira, e para se fazer a celebração desta efeméride no período do certame, teríamos que antecipar a inauguração em três dias, o que, conjugado com a necessidade de abarcar dois fins-de-semana, prolongaria a Expofacic para lá do que seria razoável. A comissão organizadora, com base na auscultação da sensibilidade dos expositores – são eles os grandes agentes do acontecimento que está no cerne da Expofacic –, estabeleceu que o período ideal de duração do evento se situa entre os 10 e os 12 dias, dependendo do calendário de cada ano. Ir muito além disso seria correr o risco de desgastar a dinâmica dos diferentes setores, o que poderia ter efeitos negativos em futuras edições. Este ano são portanto 11 dias, na altura que considerámos mais adequada em função de determinados critérios. Um deles tem a ver com o facto de ser o período mais favorável à presença dos emigrantes, a quem queremos dar também oportunidade de desfrutarem o grande acontecimento festivo da comunidade onde têm as suas raízes.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Deixem-me adivinhar: foi a Mahle e a Roca que decidiram expor por favor à Câmara para se poder dar um ar internacional à coisa?
    Querer fazer passar a ideia de que no traseiro de Judas como é Cantanhede que se pode desenvolver uma feira Internacional é tão de utópico como de saloio… As feiras que interessam em qualquer área de negócio, na Europa têm lugar em Frankfurt e o resto é paisagem… Só quem nunca andou nestas lides consegue ler estas manifestações bacocas de nacional-saloiismo a metro sem vomitar…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.