Centenas de figurantes recriam tempos romanos de Conímbriga, em Condeixa-a-Nova

Posted by

CONIMBRIGA

As ruínas de Conímbriga e o centro da vila de Condeixa-a-Nova, distrito de Coimbra, recebem no fim de semana uma recriação histórica que inclui lutas de gladiadores, um mercado romano, animação e música, entre outras iniciativas.

A iniciativa “Condeixa – O Vislumbre de um Império”, este ano na terceira edição, é considerada pela autarquia local como “uma viagem no tempo” e “o maior evento de recriação histórica do tempo dos Romanos realizado em Portugal”.

“Recria o quotidiano romano com recurso a centenas de figurantes e a vários grupos de animação. As lutas de gladiadores, a demonstração de falcoaria, o cortejo imperial, o mercado romano, os artífices ao vivo (ferreiro, tecedeira, carpinteiro, pedreiro, boticário, cinzelador e malheiro) e as danças exóticas são alguns dos atrativos”, adianta a Câmara Municipal.

Na informação disponível na página Internet do município, lê-se ainda que as atividades do evento, que tem entrada gratuita, distribuem-se por diferentes espaços do monumento nacional das Ruínas de Conímbriga – Termas do Aqueduto, Termas Sul e Casa dos Repuxos, pavimentada com mosaicos – e “pretende ser uma forma de potenciar a candidatura de Conímbriga a Património Mundial da UNESCO”.

No sábado, o programa decorre das 18H00 às 00H00 nas Ruínas de Conímbriga, com a abertura da praça de alimentação romana, música, animação de rua e teatro, uma visita guiada noturna e um espetáculo de fogo intitulado “Vesta Ignis”, nas Termas Sul.

Domingo, às 10H30, decorre o cortejo imperial, entre a Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova e as Ruínas de Conímbriga, num percurso com mais de dois quilómetros e, às 14H00, abrem na antiga povoação romana as áreas temáticas – acampamento militar de legionários, acampamento de gladiadores, jogos romanos para famílias e mercado com artesãos ao vivo.

O programa inclui ainda, a partir das 15H00, desfiles militares com legião apeada e legião a cavalo e, às 20H00, o espetáculo “A Consagração do Templo do Fórum”, tema da terceira edição do evento, nas Termas do Aqueduto.

Na informação disponibilizada pelos promotores, o diretor do Museu Monográfico de Coimbra, Virgílio Hipólito Correia, frisa que em 2016 a recriação histórica “centra-se num evento marcante” da história da antiga cidade romana, a dedicação do templo do fórum à memória do imperador Augusto.

“Uma inscrição, infelizmente perdida, mas registada no século XVIII, dizia-nos que isso tinha acontecido por ação de um conimbrigense, Lúcio Papírio (que terá sido o primeiro cidadão romano em Conímbriga) e terá ocorrido no reinado de Tibério”, sustenta.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.