Volta a Portugal 2016 não terá chegada ao alto da Torre

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

A etapa “rainha” da Volta a Portugal em bicicleta, hoje apresentada, terá duas passagens pelo alto da Torre, mas acabará na Guarda, depois de 173,7 quilómetros de ‘sobe e desce’ a partir de Belmonte.

Apresentada pela organização como a tirada ‘rainha’ da 78.ª edição, a sexta etapa não terá final no ponto mais alto de Portugal continental (1.993 metros), algo que acontece pela primeira vez desde 2006, mas sim na Guarda.

O pelotão vai partir de Belmonte rumo à Covilhã e à duríssima vertente das Penhas da Saúde, por onde vai escalar pela primeira vez à contagem de categoria especial instalada na Torre, ao quilómetro 44,7.

De seguida, os corredores descem à Lagoa Comprida seguindo por Seia, de onde voltam a subir a serra pelo Sabugueiro, até passar novamente na Torre, onde haverá uma segunda contagem de categoria especial, aos 104,3 quilómetros.

O trajeto segue depois em direção a Piornos e Manteigas, passando pela Albufeira da Barragem do Caldeirão, num troço muito técnico, que culmina numa subida de terceira categoria, situada ao quilómetro 148,5.

Já na Guarda, o que restar do pelotão enfrentará uma primeira contagem de terceira categoria (164,4 km), antes da chegada ao largo General Humberto Delgado, na cidade mais alta de Portugal.

A sexta etapa da 78.ª Volta a Portugal realiza-se a 03 de agosto, quarta-feira, marcando a segunda fase da competição, que arranca a 27 de julho e termina a 07 de agosto, em Lisboa.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.