Mercado do Portugal 2020 é o mercado da inovação

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) lamentou ontem ter-se criado “a ideia de que tudo tem que ter fundos comunitários”.

Por isso – justificou –, a atribuição de verbas tem que ser “exigente”.

“Não somos muito diferentes de uma instituição bancária. Isto é o mercado da inovação: o mercado dos fundos comunitários é o mercado da inovação. E deve ser assim encarado”, advertiu Ana Abrunhosa.

Dos 2,155 milhões de euros de que o programa dispõe, 60 por cento é direcionado para apoio direto ou indireto às empresas, sendo que o Programa 2020 está focado na inovação e internacionalização.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.