Início das obras de requalificação da EN 109 agendado para 2017

Posted by
FOTO PEDRO AGOSTINHO CRUZ

FOTO PEDRO AGOSTINHO CRUZ

A primeira fase da beneficiação da EN109 só deverá começar em 2017, e não no ano em curso, como a autarquia figueirense pretende. O próximo ano é o que consta no Plano de Proximidade da empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP).

Contactada pelo DIÁRIO AS BEIRAS, a empresa citou a informação do referido plano, onde especifica que as obras decorrerão numa extensão de 47 quilómetros, entre a Figueira da Foz e Cantanhede.

Esta intervenção inclui o pavimento da ponte sobre a foz do Mondego Edgar Cardoso e a substituição dos cruzamentos da Costa de Lavos e da Leirosa por rotundas. De acordo com a mesma fonte, as obras têm um orçamento de 5,8 milhões de euros. Por iniciativa de João Ataíde, este assunto foi debatido, ontem, na reunião de câmara. O autarca revelou que falou, informalmente, com o presidente da IP, António Ramalho, sobre a urgência de se avançar com a requalificação da estrada, cujo piso se encontra degradado, sobretudo entre a Marinha das Ondas e a Figueira da Foz, zona de forte incidência de acidentes rodoviários.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Toino Caniceiro says:

    Esta estrada não "passa" em Cantanhede, propriamente dito, mas sim numa das suas freguesias Tocha. A sua requalificação deveria contemplar um perfil para uma velocidade mínima de 70 kms com a construção de algumas variantes em especial à citada vila e outras localidades de mais movimento ou então a isenção de portagens para os residentes no troço Mira/Figueira da Foz da A17.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.