Desconvocada greve da Covibus

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

O Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal (STRUP) desconvocou a greve de três dias que se devia realizar entre hoje e sexta-feira nos transportes urbanos da Covilhã, depois de ter chegado a acordo com a empresa.

“A greve foi desconvocada porque ontem [terça-feira] à noite conseguimos chegar a acordo com a Covibus [empresa do grupo Avanza, que é concessionária dos transportes urbanos na Covilhã], que aceitou aplicar todo o Contrato Coletivo de Trabalho Vertical (CCTV) para todo o setor”, disse Manuel Castelão, dirigente sindical do STRUP.

Em declarações à agência Lusa, Manuel Castelão explicou que os trabalhadores tinham optado por avançar com o pré-aviso de greve, já que, até à data, a Covibus não tinha posto em prática o novo CTCV, publicado em Diário da República no dia 29 de dezembro.

“Felizmente, imperou o bom senso e, perante o compromisso da empresa em aplicar o contrato com efeitos retroativos a janeiro, optou-se por não concretizar a greve, até para que a população não fosse penalizada, o que, naturalmente, era uma das nossas preocupações”, acrescentou.

Segundo referiu, o novo acordo coletivo de trabalho define que o salário base de um motorista passe a ser de 630 euros, sendo que a Covibus estava atualmente a pagar 600 euros.

Destacando o “espírito colaborativo” e a “forma responsável” com que a Câmara da Covilhã se envolveu no processo negocial com a empresa, o sindicalista especificou ainda que entre as condições do acordo agora alcançado está a promessa de pagamento dos subsídios de férias em atraso.

A Covibus é a empresa concessionária de transportes urbanos na Covilhã, distrito de Castelo Branco, e, de acordo com o sindicato, tem cerca de 38 funcionários, 32 dos quais motoristas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.