Santa Clara-a-Velha inscreve “obras” no Centro 2020 via CIM

Posted by
FOTO DB/LUIS CARREGA

FOTO DB/LUIS CARREGÃ

A intervenção urgente para a reparação dos danos causados pela inundação recente no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, com um custo avaliado entre os 500 e os 600 mil euros, deverá ser financiada no âmbito dos fundos Centro 2020, numa candidatura apresentada pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra.

De acordo com Celeste Amaro, responsável pela Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), entidade que superintende o monumento nacional, “a prioridade vai, neste momento, para dar início à recuperação do mosteiro, nomeadamente a remoção de todos os detritos deixados pelas águas” que inundaram o monumento e que ainda estão a ser escoadas.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. É deprimente a imagem em ver o secular Convento de Santa Clara-a-Velha, submerso há uns 15 dias pelas desumanas, irracionais, e incompetentes acções provocadas pela EDP/Barragem da Aguieira, ainda estar a agoniar de água pela cintura!
    Porque é que os municipalizados Bombeiros Sapadores de Coimbra não intervieram, extraindo a água que tarda naturalmente em desaparecer ??? É revoltante e indigno por parte de quem tem esse dever cívico e/ou profissional, seja a Câmara, Bombeiros, ou outra entidade, ainda estar na situação em que está e bem à vista! Será que se (antes) tivesse havido um incêndio no seu interior danificando o seu valioso património, ainda estaria a arder passados 15 dias??? Valha-nos a Rainha Santa!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.