CIM Região de Coimbra exige requalificação da linha da Beira Alta

FOTO DB/PATRÍCIA CRUZ ALMEIDA

FOTO DB/PATRÍCIA CRUZ ALMEIDA

A viagem – que ontem de manhã levaria autarcas da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM RC) e representantes de algumas associações empresariais da região a Mortágua – deveria ter sido feita pela linha da Beira Alta. Mas o trajeto acabaria por ser feito de autocarro, já que as interrupções na linha do Norte, entre Pombal e Coimbra B, obrigariam a um atraso significativo.

Este “percalço” foi apenas um exemplo de como “situações como as deste fim de semana, com a interrupção total da Linha da Beira Alta devido à falta de manutenção e adequação aos problemas atuais, não podem continuar a acontecer”. “Quanto custou às pessoas e às empresas esta interrupção? É necessário fazer estas contas”, frisou João Ataíde, presidente da CIM.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.