Burla com casa de férias acaba na prisão

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

Três anos de prisão foi a pena aplicada a uma mulher de 31 anos que burlou duas pessoas em aluguer de casas para férias no Algarve. A pena, que não vai ser suspensa e representa o cúmulo jurídico de dois crimes de burla qualificada (dois anos e seis meses cada), vai juntar- se a uma que já cumpre (foi condenada a sete anos) por 203 crimes de burla que cometeu em coautoria com a mãe, entre 2009 e 2011.

Em abril de 2012, data a que se reportam os factos cuja sentença foi ontem conhecida, Carla colocou anúncios em sítios com
casas para alugar no Algarve. Nos dois anúncios havia dois denominadores comuns: casas bem localizadas e disponíveis para
alugar a um preço mais baixo do que o normalmente praticado.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Conforme se pode ver, junta-se a fome com a vontade de comer e depois dá nisto… Por um lado, uma aparente boa samaritana (a condenada) ardilosa à boa maneira tuga… Por outro lado, os patos bravos que se armam em negociantes no ciberespaço e que compram gato por lebre (neste caso nem gato terá havido)… Claro está que se tivessem mesmo feito um negócio razoável, os compradores online compulsivos não se teriam calado e fartar-se-iam de gozar com os conhecidos que tivessem optado por pagar um pouco mais mas seguros de que não seriam burlados… Produto haut de gamme Tugalês!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.