Opinião – O abandono

Posted by
Miguel Almeida

Miguel Almeida

A semana passada voltei a escrever sobre o inadmissível abandono a que está votado o geomonumento do Cabo Mondego.

Hoje, volto a chamar atenção para o intolerável abandono da serra da Boa Viagem e das lagoas das Braças e da Vela. As lagoas são património vivo emblemático do concelho e carecem de profunda intervenção – o executivo municipal tem que lutar por isso.

As lagoas precisam de requalificar o património ecológico, paisagístico, educacional e recreativo.

Estão cada vez mais doentes e é preciso vontade e determinação do executivo para salvar um dos bens figueirenses mais preciosos.
O estado das estradas da Serra da Boa Viagem é deplorável.

Não existe, infelizmente, um projeto de aproveitamento do potencial da serra, o que torna este espaço, em contraste com alguns bons exemplos do país, despido de uma vivência e utilização que era fundamental para o concelho.

Há mentalidades instaladas nos órgãos de poder que defendem que o estado de preservação da serra e das lagoas será tanto maior quanto menor for o número de pessoas que delas desfrutem. Como já tive oportunidade de referir repetidas vezes, a manutenção e valorização do património natural é mais eficaz se as pessoas usufruírem dos espaços.

Aflige-me que a serra não faça jus ao seu nome e potencial.
É hora de olhar para estes espaços e perceber que também são território municipal.

É hora de valorizarmos mais o nosso património natural.

Os figueirenses e quem nos visita merecem outra ambição.

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.