12 desejos para 2016

Posted by
Paulo Júlio

Paulo Júlio

 

Estamos no final de mais um ano, pelo que vale a pena, no virar de 2015 para 2016, pegar nas passas, e formular 12 desejos.

Desejo 1 – Que não se deixe contaminar a vida política portuguesa, ainda com mais demagogia, prejudicando os cidadãos, e que os políticos se concentrem no que é essencial;

Desejo 2 – Que as empresas portuguesas tenham as condições mínimas, para contribuir para o crescimento do PIB nacional, acima de 1,5%, e para proporcionar mais oportunidades de emprego às centenas de milhares de portugueses desempregados;

Desejo 3 – Que as instituições europeias, passada a tempestade sobre alguns dos seus países membros, possam voltar a pensar estrategicamente o seu papel na economia mundial, sem deixarem de ser referência de padrões sociais para os outros continentes do mundo;

Desejo 4 – Que o governo português saiba calibrar políticas para que não se desperdice nenhum dos sacrifícios que os portugueses fizeram nos últimos anos, e que tenha sabedoria para não desacreditar as instituições nacionais ;

Desejo 5 – Que a eleição do novo Presidente da República Portuguesa sirva para retirar do espaço público uma certa radicalização trauliteira de linguagem, que divide a sociedade em dois, com proveito pessoal de muito poucos ;

Desejo 6 – Que as políticas regionais e municipais sejam tendencialmente mais concertadas, nomeadamente as que significam desenvolvimento económico, territorial e patrimonial, evitando capelinhas e provincianismos bacocos ;

Desejo 7 – Que em Coimbra, se perceba, de uma vez por todas, que a forma continuada para reter talentos somente se fará se as empresas e as indústrias ganharem uma nova centralidade e prioridade nas políticas locais;

Desejo 8 – Que a extraordinária massa crítica que esta cidade possui, sirva para formular críticas construtivas, em vez de infinitas discussões esotéricas que não levam a parte alguma ;

Desejo 9 – Que a seleção portuguesa se sagre campeã no Europeu de Futebol que decorrerá em França, no próximo verão, fazendo assim exortar o orgulho nacional num espaço europeu, em que o norte e o sul ainda se olham com desconfiança;

Desejo 10 – Que a Académica de Coimbra faça uma segunda volta de excepção e se aguente na primeira divisão porque todos os que gostam de futebol, os seus sócios e a própria região, o merecem;

Desejo 11 – Que os nossos jovens leiam mais. Mais livros, mais jornais, para termos um futuro mais consistente e mais próspero;

Desejo 12 – Muita saúde para todos os leitores do Diário As Beiras. Com saúde, todos seremos capazes de vencer os obstáculos e transformar o ano de 2016, num tempo novo e de sucesso.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.