PSP reforça patrulhamento em zonas críticas

psp

Até ao próximo dia 3 de janeiro, a PSP reforça o patrulhamento e policiamento. Onde? “Junto de grandes superfícies, zonas de elevada concentração de pessoas e nas zonas de maior acumulação de acidentes”, esclarece a polícia.

A ação de visibilidade emerge do “sentido de prevenir e fiscalizar comportamentos ilícitos e/ou de risco para a segurança da população”. Isto porque o intuito é “diminuir os índices de criminalidade e de sinistralidade rodoviária”.

Na quadra em questão será reforçado o patrulhamento junto de grandes superfícies comerciais, e será feita uma aposta ainda maior nos contactos individuais junto do comércio tradicional. Criminalidade denunciada Para além disso será dada especial atenção à deteção e identificação de pessoas na posse ilegal de armas, estupefacientes, artigos furtados ou roubados e em situação ilegal no país.

 

(Ler notícia na íntegra na edição deste sábado do DIÁRIO AS BEIRAS)

2 Comments

  1. Graça Nunes says:

    Espero que a zona da Alta de Coimbra seja contemplada com esse reforço de patrulhamento, de momento é inexistente durante a noite,
    A Alta tem vindo a ser vandalizada, há dias que o barulho dura até de manhã, a insegurança e os assaltos são comuns.
    Quando se chama a policia de madrugada, normalmente somos atendidos com maus modos. Dizem que não podem fazer nada, que não têm efectivos.
    Na Velha tudo é permitido, barulho, gritos, partir de garrafas, partir vidros de casas, andar por cima de carros, até quando a policia vai permitir este estado de coisas?

  2. Zé da Gândara says:

    Que medo! A avaliar pela foto do putativo PSP, diria que de repente, estaria a sonhar que estaria em terras Gaulesas na presença de um Legionário da Legião Estrangeira… Oulala! Como é sabido, cá no burgo, temos forças de segurança do melhor e do mais sofisticado que há no mundo… Até teremos certos agentes das forças de segurança que terão como hobbie a vinicultura e que parecem dornas com pernas!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.