Alunos querem menos entradas para Medicina

Posted by
FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

FOTO DB/CARLOS JORGE MONTEIRO

Os 113 médicos que, este ano, ficaram sem vaga na especialidade, dando origem a um grupo de profissionaisindiferenciados”, já levou a Ordem dos Médicos a pedir a redução do número de vagas nos cursos de Medicina, numa posição em que parece ter o acordo dos alunos.

Ontem, na cerimónia do Dia da Faculdade de Medicina, João Cardoso, presidente do Núcleo de Estudantes de Medicina da Associação Académica de Coimbra (AAC) defendeu a necessidade de universidades e ministério da tutela assumirem a redução do número de vagas no acesso aos cursos de Medicina, sob pena de estar a “formar médicos para o desemprego”, dando ainda origem a um grupo de profissionais “indiferenciados” que, não tarda, os doentes vão encontrar numa qualquer urgência no país, contratados como “tarefeiros”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.